Elastografia Hepática Ultrassônica

Elastografia hepática, o exame que detecta a gordura no fígado

A elastografia hepática por ultrassonografia é uma técnica de análise do fígado que permite avaliação da rigidez (stiffness) do órgão.

Quando o fígado sofre algum tipo de agressão crônica, desenvolve-se um processo inflamatório que gera, em última instância, a formação de fibrose. Esta fibrose é um tipo de “cicatriz” e sua presença altera a rigidez do fígado. A técnica de elastografia avalia a rigidez hepática e, com isto, permite diagnosticar e quantificar a presença de fibrose.

A quantidade de fibrose pode ser classificada de várias formas. A classificação de fibrose por biópsia hepática mais utilizada é a de METAVIR.

 

F0Fibrose ausente
F1Fibrose leve
F2Fibrose moderada
F3Fibrose avançada
F4Cirrose hepática

Classificação de fibrose por METAVIR (adaptada e simplificada)

 

Através da técnica de elastografia, tenta-se correlacionar a rigidez hepática com o estágio de fibrose que seria encontrado caso uma biópsia do fígado fosse realizada. Esta técnica é uma forma não-invasiva de estimar a quantidade de fibrose no fígado.

A elastografia é utilizada em vários cenários médicos, dentre eles, hepatites virais, doença hepática gordurosa (esteatose), etc.

O aparelho de fibroscanÒ também permite a realização da técnica de CAP (controlled attenuation parameter) que estima a presença e quantifica a esteatose.

 

Como funciona fibroscanÒ?

O aparelho de fibroscanÒ emite vibrações de leve amplitude e baixa frequência que são transmitidas ao fígado. Simultaneamente, o aparelho emite ondas de ultrassom que avaliam a velocidade de propagação das ondas geradas pela vibração do aparelho. A velocidade de propagação da onda é diretamente proporcional à elasticidade do tecido hepático. Isto é, quando mais endurecido o fígado, mais rápida é a propagação das ondas.

O principal determinante da rigidez do fígado é a fibrose do tecido. Desta forma, quanto maior a rigidez hepática, maior o grau de fibrose.

 

Elastografia por fibroscanÒ versus Elastografia por aparelhos de US convencionais:

O aparelho de fibroscanÒ foi o primeiro a oferecer a técnica de elastografia do fígado em larga escala. Com isto, seus resultados foram amplamente estudados, principalmente, em pesquisas que envolviam análises comparativas com a biópsia hepática. Estes estudos forneceram aos médicos conhecimento científico para interpretar com confiabilidade os resultados produzidos por esta técnica. Outra vantagem do fibroscanÒ é a análise do CAP (controlled attenuation parameter). Trata-se de uma ferramenta que permite quantificar a gordura do fígado (esteatose).

Os aparelhos de ultrassonografia convencional que dispõem de tecnologia para elastografia têm seus resultados estudados em menor escala quando comparamos com o FibroscanÒ. Todavia, estes aparelhos apresentam uma vantagem que é permitir visualizar a parte do fígado onde a onda de elastografia é analisada. Como são aparelhos híbridos que produzem uma imagem de ultrassonografia e também avaliam a elastografia do tecido hepático, é possível saber exatamente de qual parte do fígado a medida da rigidez é feita. No fibroscanÒ, a análise da elastografia é feita às cegas em um local específico do abdome onde se presume que, na maioria das pessoas, a onda de elastografia irá atingir grande porção do fígado.

 

Qual tecnologia é melhor: elastografia por aparelhos de ultrassonografia convencionais ou por fibroscanÒ?

Não há uma única tecnologia que seja melhor do que outra. Cabe ao médico conhecer as particularidades de cada paciente e, com isto, poder escolher o melhor método que se aplique em cada situação.

É possível fazer dois métodos de elastografia ultrassônica de uma só vez?

Sim. Na Clínica Diagnósticos Avançados, dispomos de ambos os métodos. Quando for pertinente, podemos utilizar os dois métodos para avaliação do fígado.

É preciso algum preparo para o exame?

Recomenda-se jejum de 3 horas apenas.

Não é necessário suspender os medicamentos de uso habitual.

O exame é dolorido?

Não, como tratam-se de técnicas de ultrassonografia, não há uso de agulhas ou outros materiais que possam machucar a pele.

Quanto tempo demora para o resultado ficar pronto?

Em geral, o resultado já está disponível ao término do exame.

Existem contraindicações à realização do fibroscan?

O exame não é recomendado em grávidas, portadores de marcapasso e pessoas com ascite.

Outros exames

x

Agende seu exame